Animê da vez : K-on

Yui Hirasawa é uma jovem que acabou de entrar para o colegial e agora terá que enfrentar uma nova fase de sua vida. Mas passar por isto em uma escola nova e com pessoas diferentes não a deixa muito animada, pois Yui é tímida e preguiçosa. A sua maior dificuldade é fazer parte de algum clube, já que o seu único passatempo era ficar o dia inteiro em frente à TV, comendo e esperando a hora passar. 

Em meio a tantas possibilidades de clubes diferentes, Yui se sente meio perdida e não consegue decidir de qual clube ela fará parte. Até que, após um mês de dúvidas, ela se decidiu pelo clube que pensa ser o mais fácil, o “Clube de Música Leve” (light music). Após entrar para o clube, ela conhece suas futuras melhores amigas: Mio Akiyama, Ritsu Tainaka e Tsumugi Kotobuki. Cada uma delas toca o seu próprio instrumento musical. Logo que entrou para o clube, Yui percebe que não será tão fácil como pensava, pois a idéia que tinha do clube de música era algo mais tranqüilo, como tocar castanholas. Depois desse grande mal-entendido, Yui tenta desistir do clube, mas acaba sendo convencida de ficar, após saber que todos os dias as meninas tomam chá com doces deliciosos. O problema agora é que Yui não sabe tocar nenhum instrumento e a banda precisa de uma guitarrista. Com a ajuda de suas


 novas amigas, Yui terá que aprender a tocar guitarra.O ponto de K-ON são as personagens. Miko é a baixista da banda. Apesar da linda voz, é muito tímida para cantar, tem vergonha de tudo que possa deixá-la como destaque e, para completar, é uma medrosa de primeira: até mesmo cracas a deixam noites sem dormir. Ritsu é a baterista. Apesar de meio preguiçosa, ela é muito energética, sempre a fim de se divertir e ajudar suas companheiras. E finalmente Tsumugi, a tecladista da banda, filha de uma rica família, ela sempre proporciona luxo às outras integrantes, como viagens à praia, onde elas ensaiam em uma enorme casa com ótimos equipamentos.
K-ON não é um anime sobre técnicas musicais, como “Beck”, nem uma comédia com a musica no foco principal, como “DMC”, mas, sim, um anime sobre garotas colegiais vivendo suas vidas e fazendo amizades. É claro que elas têm gosto pela música, mas o foco principal é a diversão. Raramente as meninas são mostradas tocando seus instrumentos, e na hora em que elas estão tocando, geralmente aparecem algumas cenas da platéia.
A qualidade musical é baixa, as músicas são do tipo fofinhas pra adolescentes. A animação do Kyoto, como sempre, é de primeira, e a dublagem também é perfeita. Com relação à parte técnica, não há do que reclamar.



No contexto de anime musical, K-ON deixa muito a desejar, mas em relação à convivência e amizade, o anime é competente. Algumas boas surpresas estão contidas ao longo da história, vou adiantar que uma delas é a rápida aparição de Krauser II: é isso mesmo, o rei do Death Metal tem uma breve participação (coisa de 2 segundos). Recomendo esse anime para passar o tempo e admirar belos instrumentos.

Info: AnimeHaus

Veja a introdução

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: